A varanda gourmet é mais que um sonho!

Com churrasqueira, mesa de refeições e muitas plantas, o terraço fechado tem gostinho de vida ao ar livre, mas funciona como extensão da sala.

Quase onipresente nos apês em lançamento, a varanda gourmet é um daquelas espaço com 1001 utilidades. Nem todo mundo, porém, tem a facilidade de enxergar seu imenso potencial, já que as construtoras costumam entregar o ambiente praticamente pelado – a churrasqueira que vem só no esqueleto, a pia desprovida de armário, paredes e piso livres de revestimentos. Pensando nisso, MinhaCasa pediu à paisagista Caterina Poli, de São Paulo, um projeto que atendesse as necessidades mais comuns dos terraços de tamanho padrão. Poupando na escolha de cada elemento, a profissional conseguiu encaixar no orçamento um belo painel de azulejos coloridos. As plantas também mereceram, bastante atenção. “Como a maioria das pessoas prefere fechar a varanda, selecionei folhagens apropriadas para áreas internas, ou seja, espécies de sombra e de meia-sombra”, conta Caterina. Por fim, ela caprichou nos itens decorativos, que deixam o local não só confortável, mas também atraente.

Puro lazer em 12 m²

Na planta estreita, a mesa redonda oferece conforto para quatro pessoas sem atrapalhar a circulação – e ainda sobre espaço para banco e aparador. 

Concentrados em pontos específicos, os vasos com plantas têm importante papel decorativo.

Plantas escolhidas para durar

Em áreas fechadas, ensina Caterina, as espécies ideias são aquelas que dispensam insolação direta. Devem ser regadas uma ou duas vezes por semana, dependendo de como estiver o clima. “A dica é manter a terra sempre úmida”.

Se fossem salpicadas aqui e ali, as plantas não sobressairiam tanto. Daí a reunião, sob a janela (a partir da esq.), de filodendro-xanadu, zamioculca, filodendro-rubro e pacová. Nos módulos da parede, vão ripsális do tipos macarrão (pendente) e comum, além de suculentas rabo-de-tatu, presentes, também, na bicicletinha. No vaso alto, há uma pleomele verde. 

Almoço entre amigos, com churrasco, suco e cerveja, é sucesso!

Note que os pedriscos foram acomodados ao redor dos deques de madeira. Entre esses dois materiais e a base, há somente uma manta drenante de bidim, a qual retém impurezas e pedrinhas que poderiam entupir o ralo. Assim, é possível regar as plantas sem a necessidade de pratinhos sob os vasos, como lembra a paisagista. Dica Minha Casa: se houver ralo na sua varanda, é sinal de que o contrapiso foi impermeabilizado e o chão pode ser molhado.

As construtoras têm como praxe entregar apenas a estrutura de alvenaria que abrigará a churrasqueira e o duto – o morador deve providenciar o revestimento e a grelha, de acordo com o sistema desejado. “Existem o modelo a carvão, mais procurando em função do paladar do brasileiro, e as versões a gás e elétrica, que evitam a produção de fuligem”, lista Andre Macchiori, da empresa especializada Polytec.

O grill eleito, com grelha de inox (Polytec), adapta-se aos dois primeiros sistemas de churrasqueira (na elétrica, a peça já é parte integrante). Aqui, foi embutido e ganhou moldura de granito preto são gabriel.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s