Alergia: certo e errado na decoração

Atchim! Cof, cof... A trilha sonora da casa do alérgico costuma ser motivada pela campeã entre os vilões, a poeira, que teima em se esconder nos cantinhos. Mas a pelagem dos bichos de estimação e até os produtos de limpeza podem causar tosse e irritações na pele. Siga nossas dicas e conquiste ambientes mais saudáveis.

Seja rinite, asma, dermatite ou mesmo conjuntivite, todo mundo tem alguma alergia ou conhece alguém nessa situação. O problema atinge cerca de 30% da população mundial, segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai), sendo os tipos mais comuns aqueles que afetam a pele e o sistema respiratório. Para evitar crises e atenuar os sintomas, é essencial evitar ambientes que levem ao surgimento dos chamados alérgenos – ou seja, agentes causadores de reação alérgica – e combater sua proliferação. O primeiro cuidado é com a limpeza, já que ácaros e fungos tendem a se multiplicar em áreas onde pó e umidade se acumulam. O médico alergologista João Negreiros Tebyriçá e a arquiteta Penha Alba enumeram outros cuidados para que sua própria casa não lhe cause mal. E vale dizer que Penha conhece de perto a questão – alérgica a pólen e à grama, ela mantém as janelas fechadas sempre que o vizinho faz a manutenção do jardim.

Para dormir bem: quarto com estilo clean e fácil de limpar

Errado – Itens pendurados na parede juntam poeira – e ainda há o risco de o pó cair sobre a cama.

Certo – Decore com quadros envidraçados: basta um pano úmido para limpá-los. Se estiver na fase da pintura das paredes, escolha uma tinta lavável ou um papel de parede vinílico, que pedem apenas detergente neutro e esponja macia.

Errado – Fuja de cobertores de lã e travesseiros de pena.

Certo – Os ácaros adoram se alojar no material fibroso que compõe travesseiros e colchões. Por isso, lance mão de capas para forrar esses itens – disponíveis em lojas especializadas, são impermeáveis aos alérgenos. Para se aquecer, um edredom é a melhor alternativa.

Errado – Outros inimigos potenciais são as tramas pesadas e/ou felpudas de cortinas, tapetes e cabeceiras.

Certo – Prefira persianas ou use uma cortina com pouco pano e que seja simples de lavar, como as de voal.

Certo – O tapete de fibra, mais leve, é retirado para a higienização sem dificuldades.

Certo – “Se desejar revestir a cabeceira, use materiais impermeáveis, como couro sintético e emborrachados”, ensina Penha. Um modelo sem reentrâncias não permite o acúmulo de pó.

Certo – Abra sempre a janela para arejar o ambiente e, se possível, deixe os travesseiros e o colchão expostos ao sol durante duas horas, uma vez por semana.

Interferências pontuais aumentam o bem-estar do alérgico

Salas e escritório

Errado – Carpete não é indicado em nenhuma situação. Procure removê-lo assim que for possível.

Certo – Tapetes leves, feitos de material sintético, fibras ou couro sem pelo, são indicados por causa da facilidade de remoção para a limpeza. 

Errado – Não é mais preciso recorrer a cortinas de tecido para controlar a incidência do sol que reflete na tela da TV e do computador.

Certo – “Hoje em dia, há persianas com todos os tipos de promessa: de barrar o sol por completo a preservar discretamente a visão do vizinho”, afirma Penha.

Errado – Estantes volumosas são coisa do passado, assim como as TVs de tubo que apoiavam.

Certo – Para a arquiteta paranaense, “a decoração moderna favorece os alérgicos: com a difusão dos equipamentos de plasma e LCD, os painéis e os racks de design reto tomaram o lugar dos móveis avantajados – e dão muito menos trabalho na hora de limpar”.

Certo – Para o sofá, Penha sugere mandar fazer uma capa de sarja ou lonita e sobrepor ao revestimento original. A peça é lavada com frequência e pode ser retirada quando houver visitas. 

Certo – A MADEIRA É BEM-VINDA!

Móveis e pisos desse material ou com acabamento laminado são de fácil limpeza: um pano umedecido resolve a questão, geralmente. Lembre-se apenas de evitar os modelos entalhados.

Certo – ENFEITES PROTEGIDOS

Quase sempre esquecidas na faxina diária, as prateleiras são um grande captador de pó. A dica é guardar objetos e livros em um armário com portas envidraçadas.

Quarto de criança

Errado – Todo brinquedo disposto em prateleiras fica impregnado de pó. Bichinhos de pelúcia também correm o risco de serem afetados pelo mofo.

Certo – Dê preferência a brinquedos de plástico e guarde-os em locais fechados (como caixas e baús), longe da cama.

Errado – O alergologista João Negreiros Tebyriçá faz um aviso geral: “Roupas guardadas há muito tempo no armário certamente estarão infestadas de ácaros”. Portanto, nada de desfilar por aí com peças que tendam a provocar uma crise alérgica.

Banheiro

Errado – Há pontos de mofo na parede? Nem pense em ignorá-los, pois, além dos fungos, podem virar um foco de ácaros. “É preciso lavar a superfície com água sanitária, descascar a área tomada pelo mofo, passar um selador para isolar o problema e, então, pintar novamente”, ensina Penha Alba.

Certo – Os rejuntes antimofo são uma boa alternativa para áreas cobertas de cerâmica ou pastilhas.

Certo – Ao tomar banho, deixe a janela aberta para o vapor do chuveiro se dispersar, o que auxilia na diminuição da umidade do ambiente.

Limpeza

Errado – Usar vassouras ou espanadores leva as micropartículas de poeira a ficarem suspensas no ar durante horas.

Certo – Um pano umedecido dá conta do serviço, junto com um aspirador dotado de filtro Hepa, que reduz os elementos alérgenos transportados pelo ar.

Certo – Os produtos de limpeza são naturalmente irritantes para a pele e as vias respiratórias, não importando o tipo de alergia. “Dilua-os em água antes do uso para atenuar o odor residual”, ensina João. As lojas especializadas dispõem de linhas apropriadas para alérgicos.

Certo – Use luvas e máscara na hora da faxina.

Qualidade do ar

Certo – Se você mora em uma região de clima seco, o ideal é ter um umidificador, aparelho que libera partículas de água no ar. Utilize o equipamento também nos cômodos que não recebem luz solar.

Certo – O ar-condicionado deve ser do tipo split, que não transfere a poeira de fora para o interior do ambiente. Limpe os filtros uma vez por semana.

Pets

Certo – Mantenha animais de pelos na área externa. Caso seja inviável, pergunte ao veterinário se pode dar banho neles semanalmente.

Errado – ARMADILHAS NO ESTAR

Além do tapete felpudo, a manta sobre o sofá não favorece quem sofre de algum tipo de alergia respiratória. Elimine os dois itens e lave com frequência as capas das almofadas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s