Apartamento pequeno: 60 m² de puro aconchego

Espaços enxutos podem, sim, ser muito confortáveis! Graças a um projeto muito bem trabalhado que proporciona a sensação de amplitude em cada cômodo. Veja

Assim que fecharam o negócio do imóvel comprado na planta, a gerente de projetos Bárbara Carra Dubowischy Savietto e o engenheiro Tobias Savietto já começaram a conversar com a arquiteta Bruna Carra sobre as possibilidades para otimizar espaços no futuro lar. “A maior preocupação era o aproveitamento de todas as áreas, a fim de atender às necessidades deles com conforto”, conta a profissional, que fez um estudo detalhado e chegou ao layout mais eficiente, com integração e correto dimensionamento dos móveis. “Tudo ficou tão funcional! Nada aqui está no meio do caminho”, comenta Bárbara. As ideias de decoração também conquistaram os moradores de pronto: “Amamos algumas referências, como os tijolinhos da sala, o papel de parede do quarto e o sofá gracioso que ficou ao lado da varanda”, enumera a moça.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

Estar em dose dupla!

º A planta original tinha três quartos, mas no ato da compra o casal optou pelo layout com sala ampliada, ou seja, a construtora abriu um deles, aumentando a área social. Para aproveitar essa mudança, Bruna dividiu as salas. “A parte com sofazinho (Cabriolet, 1,55 x 0,82 x 0,76 m*. Tok&Stok, R$ 2200) ao lado da varanda funciona como uma extensão do jantar ao recebermos visitas. Quando estamos sozinhos, ela vira espaço de leitura ou onde bebemos um vinho. Já a sala maior é um home theater”, diz a moradora.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

º Destaque para os tijolos de mármore travertino (Anatolia Anticato Tradicional, de 23 x 7,5 cm. Palimanan R$ 317 o m²). “Além de belos, são horizontais e trazem amplitude à maior parede do apartamento”, explica Bruna.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

º Na sala de TV, o grande sofá foi prioridade. “Como a circulação ficou limitada, não coube uma mesinha lateral, então integrei ao rack uma prateleira para cumprir esse papel. Os pendentes fazem as vezes de abajur”, afirma.

Jantar bem arranjado na passagem

º “Planejar este ambiente foi um desafio, pois ele fica logo na entrada, em um local de grande circulação. Além disso, os moradores pediram que a mesa fosse de seis lugares, porque eles adoram receber”, conta Bruna. Ela então sugeriu a marcenaria composta de um banco preso à parede, de um lado, e cadeiras leves e compactas, do outro.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

º A bancada da cozinha americana já existia, mas foi rebaixada alguns centímetros em nome da boa ergonomia, servindo como um balcão de apoio. “E, como estávamos utilizando tons neutros, pensei em quebrá-los com uma madeira rústica”, justifica a arquiteta. As cadeiras e os pendentes (Foliate, da Bella Iluminação, com 27 cm de diâmetro. Ilunato, R$ 374 cada) de mesmo material reforçam essa proposta.
º Para ampliar visualmente a área, o velho truque do espelho foi usado na parte superior da alvenaria atrás do banco.

Tudo se encaixa direitinho

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

º “Os quartos funcionam muito bem! No menor, temos um escritório silencioso e um bom espaço de armário. Na suíte, amo a penteadeira, que guarda todas as minhas miudezas”, diz Bárbara. O sucesso se deve ao planejamento de cada móvel.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

Repare que, no home office, a bancada é a extensão de uma das prateleiras da estante lateral, que por sua vez é integrada ao guarda-roupa espelhado.

(Rogerio Pallatta/Minha Casa)

Na suíte, a estrela é a penteadeira sob a janela: abaixo do tampo, perto da cabeceira, se alocam parte do criado-mudo azul e o banco laqueado. Dali pra frente, o móvel ganha gavetões, com função de cômoda.

º Um toque de romantismo foi conquistado com o papel de parede (ref. EB2011, coleção Vibe. Bucalo, R$ 540 o rolo de 10 x 0,50 m) de estampa bem delicada aplicado atrás da cama. “Encontrei esse modelo clarinho, que imita uma trama, e foi um dos amores à primeira vista do casal”, lembra Bruna.

(Ilustração Alice Campoy/Minha Casa)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s