Casa de 76 m² com jeito de loft

Muito bem-resolvida, esta casa localizada em Campinas, SP, com ambientes integrados e um quintal delicioso que banha o interior de luz natural

Para uma nova fase, um novo estilo de vida. “Comprei o imóvel depois de me separar, e foi paixão à primeira vista”, lembra a consultora de carreira Renata B. Cirotto. A construção moderninha, com espaços integrados e um segundo andar aberto, e a possibilidade de cultivar um jardim conquistaram a moça. Com o aval dos arquitetos Francesco Picciallo e Inara Pálinkás, do Brita Arquitetura, ela fechou negócio e encomendou uma decoração contemporânea, que traduz sua personalidade e faz do projeto o melhor lugar do mundo.

(Paulo Santos/Minha Casa)

Tudo junto e bem-resolvido

(Paulo Santos/Minha Casa)

º A configuração original foi mantida. “Estar, jantar, cozinha e quintal se comunicam, permitindo aproveitamento total da área”, explica Francesco.

(Paulo Santos/Minha Casa)

º Para a decoração, os arquitetos sugeriram paredes neutras e cores pontuais. “Usamos veludo azul nas cadeiras, que já eram da Renata, investimos em um tapete com estampa de ladrilhos (Casa Malgga) e demos aconchegocom madeira”, fala o profissional.

(Paulo Santos/Minha Casa)

ºImitando cimento queimado, o piso e o acabamento da alvenaria perto da escada trazem o clima contemporâneo, típico dos lofts.
º A coleção de miniaturas de cadeiras da moradora ganhou lugar de destaque: um nicho iluminado na entrada da casa.

Cozinha com clima de estar

(Paulo Santos/Minha Casa)

º Por ser parte da ala social, o cômodo tem acabamentos mais refinados. O balcão é de granito café imperial, apoiado em uma base de alvenaria oculta pelo mesmo laminado dos armários. “Apostamos em eletrodomésticos de inox e, sobre a pia, aplicamos espelho, que deixa o espaço amplo e sofisticado”, diz Francesco.

(Paulo Santos/Minha Casa)

º A madeira faz toda a diferença, presente na mesa, banquetas e na escada que, por seu design, vale por um elemento decorativo.
º Com layout de estúdio, o andar de cima se abre para o térreo, mas para dar privacidade ao quarto, mantendo o conceito, entraram em cena os marcantes cobogós (Folha, de 25,5 x 25,5 cm. Leroy Merlin, R$ 42,90 cada).

Um andar só para o descanso

(Paulo Santos/Minha Casa)

º Como Renata mora sozinha, os 35 m² do piso superior são destinados ao quarto dela.

(Paulo Santos/Minha Casa)

º “Projetamos um cômodo único que abrange dormitório e canto de leitura e trabalho – uma divisória estreita os separa. Há ainda muito espaço para guardar roupas e equipamentos”, conta o arquiteto.

(Paulo Santos/Minha Casa)

º Por ser local de tranquilidade e concentração, foram eleitos materiais leves e naturais, tais como madeira, vidro e linho, e cores claras. “Gosto de itens modernos, mas admiro muito o antigo. Por isso misturamos os estilos, inserindo elementos vintage, como a cômoda da minha bisavó em frente a uma parede de cimento queimado. Adorei esse mix”, comemora a moradora.

(Paulo Santos/Minha Casa)

(Ilustração Alice Campoy/Minha Casa)

*Largura x profundidade x altura. Preços pesquisados em setembro de 2016, sujeitos a alteração.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s