Quintal vira refúgio com árvores frutíferas, fonte e churrasqueira

Vinda do interior do estado, a moradora queria trazer o clima gostoso e tranquilo de sua terra à capital. E quem pode negar que ela conseguiu?

Todas as manhãs, a publicitária Doris Alberte faz café, escolhe uma de suas xícaras favoritas e segue para a área externa da casa onde mora com o marido, o médico Márcio Carlos, e a cachorra, Pequenininha. É na escada verde de três degraus que, há 12 anos, ela se senta para relaxar antes de começar o dia, como se fosse um ritual. Entre um gole e outro, aproveita para contemplar cada detalhe do jardim que ela mesma criou. “Sempre descubro algum ângulo novo”, diz. Esse momento diário é mais do que especial para Doris: “Além de me trazer paz, ficar aqui me faz lembrar dos bons momentos com a minha família, em Bauru”.

Conheça o segredo de Doris para cultivar um jardim encantador

Aprenda a fazer o tradicional doce de laranja da terra

Boas sacadas e muito esmero fizeram surgir um espaço convidativo

– Assim que se mudou, o casal decidiu plantar gramíneas por todo o quintal, que soma generosos 210 m². Gramas amendoim e esmeralda foram as espécies eleitas.

– Responsável pela ligação entre a área da churrasqueira e o acesso à casa, a escada verde foi desenhada pela moradora. A montagem ficou a cargo do marido. Ele usou três pranchas de madeira (1,20 x 0,30 x 0,03 m*) e dois caibros que dão sustentação à estrutura. O tom escolhido para tingi-la foi a cor pronta verde colonial, da Suvinil.

– Atração dos fins de semana, o canto do churrasco tem o charme do interior: conta com fogão a lenha, ampla mesa de madeira (2 x 0,80 x 0,80 m) e paredes com pintura rústica, conquistada com um preparado de água, cal e pó xadrez amarelo – para fazer igual, basta juntar os ingredientes e aplicar a mistura na superfície com rolo ou pincel.  

Flores e plantas por todos os lados (e algumas nem precisam de vaso!)

– A escada maior, que conduz à casa, é adornada de canteiros com grama-amendoim e mudas de maria-sem-vergonha. Na parede, recipientes de cerâmica completam o charmoso caminho verde.

– Dividem espaço com as frutíferas várias espécies ornamentais, como lírio-da-paz, jasmim, camélia, hibisco e azaleia. “Os amigos vivem me presenteando com mudas, e eu planto todas”, conta.

– O local recebeu cortinas azuis (2 x 0,65 m cada), costuradas pela própria Doris, e esteiras de bambu (1 x 1,50 m) nas laterais.

– Aliás, Doris cultiva um belo pomar: pés de jabuticaba, acerola, pitanga, limão, cereja, amora, romã, banana e mexerica perfumam e embelezam o jardim. “Tem ainda laranja-da-terra, uma das minhas preferidas. Adoro colhê-la para fazer doces”, diz a moradora. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s