Nada de temas específicos, lugar de criança não precisa ser lugar comum!

Nessa casa os quartos dos filhos são fofos, coloridos e muito divertidos

Com um bebê na barriga e muitas ideias na cabeça, a jornalista Fabiana de Toledo fez um plano para transformar o quarto que ela e o marido Paulo usavam como escritório em ninho para os filhos. 

“A ideia era usar móveis e objetos que já possuíamos para criar um espaço gracioso, mas neutro, já que optamos por descobrir o sexo do neném no nascimento. Assim, Elis, a caçulinha surpresa, ganhou um quarto que passa longe da ditadura do rosa. E o Eduardo, nosso primogênito, não ficou para trás: teve seu cantinho renovado.”

Para o mais velho não ficar enciumado, é hora de redecorar

❚ O aniversário de 3 anos do Dudu foi a deixa para o presentearmos com uma cama de “menino grande”. Assim, o berço foi transferido sem crises para o quarto da bebê, e uma bicama de MDF com encostos laterais e acabamento em laca ( Somniari LQ_4006 , 0,90 x 1,98 x 0,86 m*) foi colocada no lugar.

❚ Com jeitão vintage, o móvel branco e laranja (fora de linha. Modelo similar: Cômoda Vintage 3 Gavetas) revelou-se perfeito para o dormitório do nosso pequeno. Suas gavetas acomodam bem os brinquedos e são à prova de acidentes, já que travam quando abertas.

❚ As paredes também mereceram atenção especial. Para criar um arranjo descompromissado, reuni brinquedos, fotos da gestação, o enfeite da porta da maternidade e até a roupinha usada pelo Dudu em seu primeiro dia. No lado oposto, o retrato feito em spray pelo grafiteiro Sipros também chama a atenção. O varal de bandeirolas de tecido completa o astral alegre e vibrante.

Delicadeza e criatividade definem  o refúgio da pequena moradora

❚ Dispostos a tirar proveito de tudo o que pudéssemos, fizemos a dança dos itens, levando para o quarto da bebê  o berço e a cômoda que eram do Dudu, além da cortina da sala de jantar.

❚ Protagonista da área, o móvel com 12 módulos já habitava o ambiente na época em que esse servia como home office. A peça, que então armazenava nossa coleção de livros e DVDs é, na verdade, uma estante vertical ( Colmeia , 2,20 x 0,30 x 0,75 m) – apenas tivemos a sacada de deitá-la. Uma chapa de pínus cortada sob medida (2,20 x 0,30 m, com 2 cm de espessura) agora serve de tampo, e o móvel passou a organizar apetrechos de higiene, mantas, e outros pertences da garotinha.

❚ Aliás, repare na disposição dos itens: tudo foi colocado nos cubos mais baixos para ficar ao alcance de Elis, que logo irá explorar cada canto.

❚ As prateleiras também são cortes de pínus  (1 x 0,10 m, com 1 cm de espessura). O charme extra fica por conta do cordão de lanterninhas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s