Antes e depois: cozinha passa por renovação econômica

Graças ao projeto engenhoso, que uniu um mix certeiro de revestimentos, detalhes cativantes e elementos reutilizados, o ambiente ganhou uma bela repaginação

Quase todo o orçamento da advogada Graciele de Oliveira Primo e do contador Adalberto de Oliveira Primo foi empregado na reforma dos outros cômodos de seu apartamento, na capital paulista. Mas faltava ainda mudar o aspecto antigo da cozinha, que tanto desagradava o casal. Entrou em cena, então, o arquiteto Neto Porpino, munido de ideias criativas que dispensaram grandes investimentos. “Conseguimos deixar o ambiente como novo, mantendo muito do que já havia e sem gastar tanto”, aponta.

(Renato Navarro/Minha Casa)

Quanto custou? R$ 9 953

º REVESTIMENTOS
11 m² de Isabela Matte (57 x 32 cm), branco, da Artens (Leroy Merlin, R$ 163,79). 4 m² de Azul Céu (60 x 30 cm), da Pointer (Carajás Home Center, R$ 103,52). Rejunte acrílico M44, na cor Pantone 587 First Class, da MC-Bauchemie (Urbano Revestimentos, R$ 27,90, 1 kg). Primer Piso Sobre Piso, da Argatex (Leroy Merlin, R$ 45,90, 1 kg). Tinta acrílica na cor Tapete de Juta, da Suvinil. (Elos, R$ 102,50 o galão de 3,4 litros)
º MARCENARIA
Reforma dos módulos superiores e fabricação dos inferiores. Minelli, R$ 6 000

Conheça outros projetos do arquiteto Neto Porpino no box abaixo:

º ILUMINAÇÃO
Plafon quadrado de sobrepor,30 x 30 cm, com lâmpada de LED (R$ 60). Fita de LED, 12 V, de 5 m, cor branca (R$ 49). Preços da Sergon
º MÃO DE OBRA
Troca de revestimentos, instalação elétrica e mudança do ponto de gás. R$ 3 100
º RODATETO
Gesso Aclimação, R$ 300 (material e mão de obra)
Charme e praticidade
º Parte do revestimento existente nas paredes foi removida, dando lugar a cerâmica branca e azulejos estampados, que quebram a sobriedade junto à pia – o charme extra nesse trecho fica por conta do rejunte azul.

(Arquivo Pessoal/Divulgação)

º Nas demais superfícies, não houve quebra-quebra – as paredes receberam primer e, então, ganharam pintura no mesmo tom neutro dos outros ambientes do apê.
º Em boas condições, o piso pôde ser mantido, a fim de evitar custos extras. O mesmo ocorreu com a bancada de granito.
º Ainda na missão de reduzir gastos, o arquiteto propôs reaproveitar os armários superiores, trocando portas e puxadores. Os módulos inferiores foram substituídos por marcenaria.

(Renato Navarro/Minha Casa)

º Antes em uma torre junto com o micro-ondas, o forno, agora, fica em uma bancada abaixo do cooktop. Esse reposicionamento exigiu a mudança do ponto de gás.
º A iluminação passou a ser feita por um plafon central. Sob os armários superiores, uma fita de LED fornece luz extra na pia e tem função decorativa.

*Preços pesquisados entre 1º e 18 de setembro de 2017, sujeitos a alteração.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s