Criado-mudo é renovado com adesivo

Depois de uma bela e ligeira repaginada, a peça curinga ganhou ar moderno e conquistou um lugar definitivo no quarto. Confira a transformação

Vivo inventando coisas para a casa, por isso, uma amiga logo pensou em mim quando quis se desfazer deste criado-mudo”, conta a curitibana Eli Martins, do blog Encantada Home. A primeira providência da nova dona foi trocar o puxador de plástico por um de acrílico, que ela tinha guardado. A partir daí, o móvel foi rodando de cômodo em cômodo – serviu de mesa lateral na sala e no quarto de hóspedes e de apoio no bar –, até que Eli decidiu remodela-lo de vez. “Pensei em revesti-lo de laminado ou espelho, mas desisti porque eram opções caras”, lembra. A inspiração veio quando ela se apaixonou por adesivos com padrão amadeirado, encontrados por acaso em uma lojinha do tipo R$ 1,99. O resultado agradou tanto que o móvel ganhou espaço cativo no quarto da moça. “Minha amiga também adorou e brincou que o queria de volta. Mas não tem jeito: ele virou o queridinho da casa!”, afirma.
Vestido com adesivo

 (Alessandra Okazaki/Minha Casa)

Depois de forrar os pés do criado-mudo com fita-crepe, Eli lixou as partes que seriam pintadas: a moldura da frente do móvel e o lado interno da gaveta. Em seguida, removeu o pó com um pano seco. Usando um rolinho de espuma, ela tingiu as partes lixadas com uma sobra de tinta preta. Após o tempo de secagem indicado, foi aplicada a segunda demão. Por sorte, a largura do adesivo (50 cm) coincidia com a do criado, permitindo revestir o tampo do móvel com uma única folha, sem emendas. Para isso, a blogueira fez um vinco no adesivo, marcando a linha de corte, esticou-o sobre uma mesa de vidro e recortou-o com estilete. A parte difícil foi fixá-lo no móvel. “Descolei uma pontinha e, com a ajuda do meu marido, Paulo, fui grudando aos poucos, alisando com uma espátula de silicone”, ensina. Em seguida, para cobrir a frente da gaveta e a parte de trás do móvel, Eli mediu esses trechos, recortou o adesivo e aplicou-o da mesma maneira.

Dica: se ficar alguma bolha, fure-a com agulha e passe a espátula por cima. “Por fim, encontrei o buraquinho deixado pelo puxador e furei o adesivo com uma caneta. Para finalizar, apliquei tinta spray preta fosca sobre o novo modelo de argola dourada, esperei secar e instalei.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s