Organização: os segredos para ter um armário impecável

Quer otimizar o espaço do guarda-roupa e, de quebra, agilizar a rotina? Confira dicas da organizadora profissional Ana Ziccardi.

Cabe tudo nas gavetas! Os truques são as dobras e os produtos organizadores

❚ Antes de começar a arrumação, faça uma avaliação do que possui e do que costuma usar. Aproveite para separar itens para doação, conserto e lavagem. Depois disso, nada de colocar o guarda-roupa abaixo de uma só vez. O trabalho fica mais leve e bem coordenado quando é feito por partes.

❚ As roupas que não amassam vão para as gavetas. Precisa otimizar o espaço? O jeito de dobrá-las faz diferença. Deixe-as com o mesmo tamanho valendo-se de moldes. Com regatas e blusas pequenas, um livro dá conta do recado: (A) dobre o tecido ao meio, posicione o topo do livro nas cavas dos braços (a largura do livro determinará a da roupa, portanto, faça a dobra necessária para alcançar essa medida); (B) retire o molde e vire a parte superior, formando um retângulo; (C) faça o mesmo com a inferior e dobre ainda mais uma vez. Já as peças maiores pedem a ajuda de uma revista: (1) apoie-a sobre a camiseta na altura da gola; (2) vire as laterais em direção ao centro, respeitando a largura da revista. Segure a extremidade inferior e puxe-a até a superior, sem ultrapassá-la (se for preciso, faça uma pequena dobra intermediária); (3) retire a revista por cima e enrole a peça.

❚ Tudo dobrado, é hora de dispor as roupas enfileiradas. Separe-as por uso – manga curta, longa, pijamas e malhas. Para mantê- las nos lugares, Ana recomenda encaixar divisórias plásticas entre as fileiras (ref. 91616, regulável de 32,7cm a 55,2cm. Espaço Home). ❚ Considerando a necessidade de priorizar o que você pega antes ao se vestir, reserve a primeira gaveta para roupas íntimas e meias. Use e abuse de produtos em formato de colmeia para lingeries e de caixas e saquinhos para acessórios.

Com nichos bem planejados e alguns aliados, o espaço rende muito mais

❚ Sapatos, mochilas, bolsas, edredons, cobertores… Tudo isso encontra seu lugar nas prateleiras. A dica é posicionar os calçados e o que mais usa no dia a dia nas mais baixas, ao alcance dos olhos e das mãos. Cestas e caixas dão aquela força: os pares das sapatilhas se equilibram em suportes plásticos dentro das cestas, as rasteirinhas vão deitadas com as solas encostadas, e as botas e sapatos menos usados ficam em caixas plásticas, que contam com furos para ventilação.

❚ Reparou que os itens do fundão são elevados por suportes metálicos (Ganha Espaço, 33 x 18,5 x 14cm*, Casa & Loja) Eles facilitam o acesso e têm a área inferior liberada para armazenar o que tem menos saída.

❚ Ainda nesse nicho mais baixo ficam as roupas de ginástica dentro de uma cesta e as bolsas preferidas. As demais sobem para o último andar e as do tipo carteira, menorzinhas, ganham um aramado (Gavetex de 47,5 x 21,9 x 12 cm, Casa & Loja), que se encaixa na divisória superior e funciona como uma gaveta.

❚ No maleiro também cabem os cobertores e as roupas que só serão usados na próxima estação. Mas para que tanta coisa se encaixe na mais perfeita ordem ao lado das malas e mochilas, é preciso reduzir os volumes dos tecidos. A tarefa é simples! Conhece os sacos a vácuo (Vac Bag, de 55 x 90 cm, Casa & Loja) Basta colocar o enxoval dentro da embalagem, fechar o zíper e acoplar o cano do aspirador de pó. Em poucos segundos o ar é sugado e o volume diminui em três vezes ou mais

Cabides versáteis deixam prático o uso do varão

❚ Nada de pendurar as calças sobrepostas no mesmo cabide! Para não amarrotar as peças, use modelos próprios com mais hastes (1). “Arrume os cavalos voltados para um só lado e deixe todas à vista”, orienta a profissional.

❚ Tecidos mais delicados, a exemplo de calças sociais, pedem cabides revestidos de veludo ou espuma, que evitam vincos. O produto com gancho para acoplar outro igual (2) é também boa alternativa.

❚ Casacos pesados, que saem do armário apenas para viagens e dias muito frios, vão para embalagens a vácuo com gancho (3) (ref. S007, Vacuum-Seal, OZ Organize!). “Só ficam de fora os de couro, que correm o risco de ressecar”, diz Ana.

❚ O vestido é comprido, mas o vão do cabideiro é curto? Acople presilhas de plástico nos cabides (4). Para não danificar a trama, vire a roupa do avesso, dobre na altura em que houver costura e prenda.

❚ Blusas que escorregam ficam no lugar com um truque baratinho: elástico de borracha amarrado na posição dos ombros (5) .

❚ Lenços e cachecóis são armazenados de forma prática com produtos específicos dotados de furos para recebê-los (6) (Casa & Loja).

❚ Ao guardar as roupas no varão, agrupe-as por categoria: calças, camisas etc. Preste atenção no lado dos ganchos dos cabides: o põe e tira fica mais fácil se todos estiverem com as pontas voltadas para o fundo do armário.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s