Apê de 60 m²: projeto aposta em móveis feitos sob medida

Este apartamento carrega a personalidade criativa de seus donos, dois atores que não abrem mão de conforto e ambientes bem planejados

Camila Cardoso e Gustavo Oliveira estavam acostumados a dividir o mesmo palco quando quiseram dar um passo além: começar a vida a dois. E já havia até um cenário especial para o desenrolar desse enredo, este apê de 60 m². Como adoram receber, eles prezaram pela amplitude, sendo preciso então rever a disposição dos cômodos e apostar em armários inteligentes. “Unimos o terraço ao estar, ganhando área de convívio”, diz a arquiteta Daniele Okuhara, do Doob Arquitetura, em São Paulo – ela e a sócia, Beatriz Ottaiano, escreveram um capítulo importante na história do casal.

Arranjos bem pensados

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º Desenhada sob medida, a estante da sala tem MDF com acabamento em laca cinza-clara (ref. X072, da Sayerlack) na estrutura,e laminado (Carvalho Malva, da Duratex) nas prateleiras. O conjunto saiu por R$ 12 mil.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º Foi preciso remover a porta da sacada e nivelar o piso para transformar o ambiente na nova sala de jantar (com 9,20 m²!). Repare que ao lado há um banco e um futom – ambos com função de baú.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º No cantinho de 1,35 m, Daniele e Beatriz enxergaram o local perfeito para encaixar o home office, que ganhou mesa com gaveteiro embutido e prateleiras em L. As tonalidades da estante da sala se repetem aqui.

º Porcelanato Broadway Cement (Leroy Merlin, R$ 84,90 o m²), da Portobello, veste o piso da casa inteira. Cor semelhante cobre a parede atrás do sofá, com textura que imita cimento queimado.

Ideias para a área render

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º No canto de transição entre a sala e a cozinha, uma das prateleiras da estante ultrapassa a área do móvel e é usada como mesinha (80 x 70 cm). O banco de madeira ganhou uma capa de crochê feita pela mãe do morador.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º A parede da pia é pura geometria com o revestimento Cúbica White (Portobello Shop, R$ 389 o m²), da Portobello. Os armários seguem a mesma linha do estar só que com acabamento em duas cores diferentes (Branco e Carvalho Hannover, da Duratex).Esculpida em porcelanato branco, a pia (2,45 x 0,65 x 0,04 m) ganhou um frontão mais alto do que o habitual, de 60 cm.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º Do outro lado, a alvenaria estrutural, que não podia ser mexida, foi aproveitada com marcenaria. Ali, as arquitetas criaram um painel de utensílios para driblar as limitações do espaço – fixo, o móvel tem 2,23 x 0,15 m. Tudo foi pensado para facilitar o dia a dia: varões com ganchos deixam as panelas à mostra, enquanto as prateleiras (superior e inferior) acomodam os utensílios menos usados.

Marcenaria a favor

º Na cozinha, mesmo com espaço estreitinho as duas paredes são aproveitadas. Na área de serviço, no lugar de uma divisória comum, há um painel com função de armário – assim há uma barreira visual e ainda poupam-se centímetros preciosos na planta!

 (Ilustração Alice Campoy/Minha Casa)

Ala íntima remodelada

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º A posição da cabeceira (3,22 x 1,20 m) é estratégica: fica a 5 cm da parede, permitindo a passagem da fiação. A estrutura é de MDF com acabamento em laca acetinada cinza-clara ( ref. X072, da Sayerlack). Pendentes de silicone cinza (Canopla Light. Etna, R$ 29,99 cada) fazem a luz de leitura.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º Aconchego e organização no quarto de hóspedes. Beatriz e Daniele desenharam um painel de MDF (acabamento Carvalho Malva, da Duratex) que simula réguas. A parte superior ganhou nichos abertos e fechados no mesmo tom e em laca – o conjunto todo mede 2,40 x 0,30 x 0,72 m*. “As estantes do home office não eram suficientes, por isso decidimos ocupar uma das paredes desse dormitório com marcenaria suspensa”, conta Daniele.

 (Evelyn Müller/Minha Casa)

º No banheiro social, o espelho é o protagonista. Camila sonhava com um espaço para se maquiar e as arquitetas o fizeram. Com 1,16 x 0,80 m ele tem moldura de MDF laminado (Branco TX, da Duratex) e 20 lâmpadas bolinha. No boxe, pastilhas brancas (2,5 x 5 cm), da Atlas (Pastilhart, R$ 65 o m²).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s