Marcenaria: projeto aposta em painéis para separar ambientes

Nada de paredes neste apartamento de 38 m²: as divisórias de MDF cumprem o papel com louvor. Sem contar os móveis curinga que transitam entre os ambientes

Três meses de reflexões sobre o projeto e os gastos em obra e marcenaria. Ao fim desse período, bastaram dois dias para o apartamento conquistar seus primeiros inquilinos. “Quando começamos a planejar a reforma do imóvel recém-entregue pela construtora, ele seria para uso imediato do filho dos proprietários. Porém, depois os pais decidiram deixar o endereço alugado até que o rapaz concluísse a faculdade”, conta o arquiteto Rodrigo Maçonilio, do Estúdio BRA, de São Paulo. A mudança de intenção exigiu que ele e o sócio, André di Gregorio, fizessem algumas adaptações no projeto, mantendo o visual jovem, porém considerando que o apê também deveria ser pensado para servir a um casal, a fim de facilitar a locação. As poucas divisórias existentes desapareceram para que se unissem todos os cômodos, e um painel deslizante foi instalado entre o dormitório e a área social – se aberto, ele corre para trás de uma parede.

Jogo de esconder e exibir

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º Quando a privacidade se faz necessária, as quatro folhas de MDF cinza-cobalto que compõem o painel (JCA Marcenaria, R$ 10 780) são fechadas. Na hora de juntar os espaços, basta deslizá-las – o suporte da TV da sala é giratório, pensado para assistir filmes da cama ou do sofá (Apache. Oppa, R$ 2 800).

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º Escondidos permanentemente só mesmo o vaso sanitário e o chuveiro, que compartilham o banheiro (envolto pela marcenaria verde) de paredes internas vestidas com tiles pretos.

º Reforçando a ideia de área contínua, foi eleito o mesmo piso para todo o apê (exceto o boxe): um porcelanato que imita cimento queimado.

Máxima união

º O apartamento todo pode ser considerado como um único ambiente – ou dois, se as portas entre o quarto e a sala (1) forem fechadas. O lavatório (2) fica fora do banheiro, enquanto a lavanderia ocupa um discreto armário (3) na varanda.

 (Ilustração Alice Campoy/Minha Casa)

Mais um painel curinga

º Um bloco em L, feito de marcenaria verde (JCA Marcenaria R$ 14 223), integra o guarda-roupa e o banheiro. “Em vez de quatro elementos – parede, porta do banheiro, parede e armário -, temos apenas um, então chama menos a atenção”, explica Rodrigo. Os puxadores cavados seguem o mesmo propósito.

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º A alvenaria que separa o lavatório do estar teve sua metragem reduzida até ficar somente com a profundidade da bancada branca de quartzo com cuba embutida.

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º Um painel ripado branco dá forma à cabeceira: os 5 cm de espessura são suficientes para permitir a passagem dos fios de tomadas e arandelas, além de oferecer apoio aos quadros.

Truques de uma boa arquitetura

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º Como fazer a planta parecer maior? Rodrigo responde: “Não dá para pensar cômodo por cômodo. O ideal é que o piso e o mobiliário se prolonguem entre os ambientes, integrando-os”. É bem o que acontece aqui: note que no canto direito da sala, a marcenaria soma escrivaninha e banco em uma peça (R$ 2 277); ao passo que o rack tem bar (repare no vão recortado no tampo) e chega à varanda como banco/baú (R$ 8 234) junto à mesa de jantar, acompanhada por duas cadeiras Anita (Oppa, R$ 539,91 cada).

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

º Na cozinha, sobressaem os armários em tons Maple e Azul Mediterraneé (R$ 7 949) e o painel de azulejos 20 x 20 cm da linha Quadrante, da Portobello (Portobello Shop, R$ 190 o m²). Acima da prateleira alta, uma faixa de espelho tem efeito psicológico. “Ela parece um rasgo, dando a impressão de que existem outros ambientes atrás”, revela o arquiteto.

 (Maíra Acayaba/Estúdio BRA/Divulgação)

*Largura x profundidade x altura.| Preços pesquisados em abril de 2018, sujeitos a alteração.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s