10 dicas para o estar parecer maior

Independentemente do tamanho do ambiente, a decoração tem o poder de provocar a sensação de que o espaço é mais amplo.Veja as instruções dos profissionais

1. Trena na mão: meça cada item!

Para que tudo se encaixe perfeitamente, a passagem seja confortável e o estar não acabe atravancado, fique atento se as medidas dos móveis se ajustam ao local. Às vezes, é preciso abrir mão de uma peça em nome da circulação – salas estreitas não comportam uma mesa de centro, por exemplo. “Estude a planta com as medidas das paredes e defina a posição e o espaço disponível para cada elemento antes da compra”, diz o arquiteto Rodrigo Martins, de São Paulo.

2. Dose o colorido

Aplicar tons suaves nas grandes superfícies é um bom recurso para garantir amplitude, mas isso não significa que você não possa usar cores! Apenas tenha em mente que algumas combinações dão efeito contrário ao que queremos aqui: tinta escura em todas as paredes causam a impressão de que o ambiente é compacto, e duas paredes escuras paralelas provocam a sensação de que é estreito. Por isso, o ideal é eleger uma superfície para receber a pintura forte e deixar as demais com tonalidades rebaixadas.

3. Junte espaços para somar suas áreas

Quanto mais paredes, maior a impressão de aperto. Por isso, se puder integrar a sala com o jantar ou a cozinha, dá para roubar a amplitude do ambiente vizinho. O arquiteto Rodrigo indica uma solução para se obter ainda mais unidade entre os cômodos casados: aplicar o mesmo revestimento nos pisos.

4. Aposte em peças curinga

Sabe aqueles móveis que podem ser usados de várias maneiras? Um banquinho que também é baú, mesas laterais empilháveis, um rack que tem vão inferior para encaixar os pufes… Invista em itens como esses para poupar espaço na sala. Outra boa pedida é o mobiliário transparente, como mesas de acrílico ou de vidro, que são mais leves visualmente do que as peças de madeira escura, por exemplo.

5. Acredite: menos é mais!

Entulhar a área com estantes altas, prateleiras cheias de enfeites, acabamentos muito estampados e uma decoração pesada na parede pode deixar o estar sufocante. Dê uma boa olhada na sala e tire do caminho tudo o que dá a impressão de bagunça ou que faça o visual ficar carregado. A ideia é obter uma vista mais limpa, mantendo o necessário.

6. Fixe a TV na parede

Cada vez mais leves e fininhos, os televisores atuais podem ser pendurados sem medo! A vantagem é que aí você consegue utilizar um rack bem magrinho, liberando uma área preciosa, aumentando o espaço de passagem.

7. Invista no infalível espelho

(Mariana Orsi/Divulgação)

Projeto da arquiteta Carolina Ouro para Cury Construtora

O truque para dar profundidade é batido, mas funciona muito bem. Uma sugestão para ganhar luz e amplitude é posicionar o espelho em local que consiga refletir a luminosidade da janela. O arquiteto Lisandro Piloni, de São José do Rio Preto, SP, dá outra dica: “Se a sala for alongada, utilize-o na horizontal. Se for um estar mais alto e encurtado, opte por modelos verticais”.

8. Vá de tapete listrado

Assim como na moda, o recurso das listras para alongar também funciona na decoração. A ideia é escolher um tapete que tenha as faixas no sentido que você deseja espichar o cômodo. “Para ambientes pequenos, listras finas são mais indicadas”, sugere a arquiteta Michele Ledoux Cabanelas, de Barueri, SP.

9. Prefira as portas de correr

Se a sala tiver acesso à cozinha, à ala íntima ou a qualquer outro local, troque as portas de abrir pelas de correr. “Elas ocupam bem menos espaço, pois não tomam a área de abertura total de uma convencional”, justifica o arquiteto Lisandro. Os modelos presos a roldanas e que não necessitam ser embutidos em paredes são bons aliados. “Eles ainda podem ter a superfície trabalhada, funcionando como painéis decorativos”, aponta a arquiteta paulistana Débora Dalanezi. E vale também utilizar esse sistema de abertura em móveis, como racks ou armários, para o mesmo ganho de espaço.

10. Crie uma iluminação caprichada

Luz natural em abundância traz amplitude, pois faz o ambiente parecer maior e mais arejado. Mas caso você não disponha de janelas com aberturas generosas, aposte em um cenário eficiente: “Em vez de um único plafon central, projete diversos pontos de luz no teto, por meio de luminárias de embutir ou spots alocados em trilhos. A luz rebaterá nas paredes e iluminará até os cantos mais sombreados”, finaliza a arquiteta Michele.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s