8 quartos de casal com boas sacadas de marcenaria

Uma marcenaria bem planejada é essencial para economizar espaço em ambientes pequenos. Confira as boas soluções destes quartos

No dormitório, o truque para conquistar espaço foi desenhar o guarda-roupa como se fosse continuação da cama – repare como até um criado-mudo teve lugar nesta proposta! A prateleira superior emoldura a área do ar-condicionado. Projeto da arquiteta Elen Saravalli. (Renato Navarro/Minha Casa)

A cama coube no dormitório porque a moradora topou abrir mão do criado-mudo em um dos lados. “Encostamos o colchão no armário e, na outra lateral, fizemos um móvel em L que começa com uma bancada e continua, na outra parede, como uma sapateira”, explica a designer Tássia Pereira. (Renato Navarro/Minha Casa)

Erguida em uma ilha no Rio de Janeiro, a casa da supervisora de efeitos visuais Mariana Rocha tem na localização seu principal atrativo. Mas o projeto é cheio de boas sacadas, como a cabeceira – na verdade, um armário estreito (25 cm), feito sob medida. Das quatro portas de correr, duas foram pintadas de preto, podendo ser usadas como lousas. Acima da peça, um arranjo assimétrico de quadros completa a composição. (Foto André Nazareth/Minha Casa)

“Os tons pastel garantem um visual leve, embora não faltem detalhes decorativos no quarto”, aponta Caroline Yasmin Gonçalves, do escritório Only Design de Interiores, responsável pelo projeto do apê do casal Jociane e Celso Cameron, de Maringá, PR. Aplicado na superfície sobre a cabeceira e na oposta, o papel de parede (Broadway, ref. 980206, da JVN Products. Moldart, rolo de (10 x 0,53 m) é um desses trunfos que fazem a diferença. (Foto Jefferson Ohara)

O branco predomina para iluminar e ampliar o quarto de casal – e também para destacar a cabeceira. “Projetei-a de modo que ficasse à frente da coluna em vez de se encaixar no vão [veja no detalhe à esq.]. Na parte de cima da peça, aproveitando o recuo, fiz uma prateleira rebaixada para acomodar objetos e apoiar quadros”, conta Carolina Mendonça. Com a criação dessa área de armazenamento, ela optou por apenas um criado-mudo. (Juliano Colodeti/Minha Casa)

A vedete do ambiente é a cabeceira estofada de azul-marinho, incrementada com luminárias articuláveis e criados-mudos suspensos. Projeto de Elen Saravaelli. (Julia Ribeiro/Divulgação)

A cabeceira de madeira cumaru é uma atração à parte. No trecho inferior, ela se prolonga, formando uma mesinha; no superior, em conjunto com o nicho escavado na parede, forma uma prateleira. Projeto de Marcella Bacellar e Renata Lemos. (André Nazareth/Minha Casa)

Medindo apenas 3 x 2,5 m, o quarto do casal foi um verdadeiro quebra-cabeça resolvido pelo projeto. “Em quase todos os apês aqui do prédio há apenas um guarda-roupa de quatro portas. Como eu queria muito um de seis portas, a sugestão da arquiteta Isabel Amorim foi posicionar a cama junto à janela. Deu muito certo!”, comemora a moradora. (Luis Gomes/Minha Casa)

9

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s