8 quartos de casal com paredes coloridas

Seja azul, rosa ou verde: as paredes das cabeceiras dos quartos abaixo esbanjam cores vivas

A paleta de cores do ambiente traz uma combinação quente do roxo com a madeira em tom natural, e é complementada por toques de azul, além do branco. Repare que a pintura colorida não chega ao teto. “Existe uma viga ali, então tiramos proveito dela e criamos um rodateto branco, contrastando com o rosa”, explica o arquiteto Neto Porpino. Na parede, tinta acrílica fosca, cor Cortina de Teatro (ref. P237), da Suvinil.

A paleta de cores do ambiente traz uma combinação quente do roxo com a madeira em tom natural, e é complementada por toques de azul, além do branco. Repare que a pintura colorida não chega ao teto. “Existe uma viga ali, então tiramos proveito dela e criamos um rodateto branco, contrastando com o rosa”, explica o arquiteto Neto Porpino. Na parede, tinta acrílica fosca, cor Cortina de Teatro (ref. P237), da Suvinil. (Luis Gomes/Minha Casa)

Desde que o recanto da decoradora Mara Porto, de Cachoeirinha, RS, vestiu-se da cor do mar, a serenidade tomou conta do ambiente. “Nunca tive um quarto em que me sentisse tão aconchegada”, conta a gaúcha, que resolveu usar o mesmo tom (Azul Niágara, ref. 10BB 15/154, da Coral) para tingir a parede da cabeceira e os móveis logo à frente dela – mas foi preciso respeitar as características dos materiais, por isso a alvenaria foi coberta de látex PVA fosco, e a madeira, de esmalte sintético acetinado.

Desde que o recanto da decoradora Mara Porto, de Cachoeirinha, RS, vestiu-se da cor do mar, a serenidade tomou conta do ambiente. “Nunca tive um quarto em que me sentisse tão aconchegada”, conta a gaúcha, que resolveu usar o mesmo tom (Azul Niágara, ref. 10BB 15/154, da Coral) para tingir a parede da cabeceira e os móveis logo à frente dela – mas foi preciso respeitar as características dos materiais, por isso a alvenaria foi coberta de látex PVA fosco, e a madeira, de esmalte sintético acetinado. (Ricardo Jaegger/Minha Casa)

Piso laminado e painel de pínus com tonalidades próximas formam a base neutra, enquanto a alvenaria recebeu uma coloração escura, porém quente. A maior área coberta de tinta é aquela acima da cabeceira. “O tom poderia cansar os moradores se fosse aplicado em toda a superfície em frente à cama”, destaca o arquiteto Gustavo Calazans. Da Sherwin-Williams, tinta acrílica da linha Metalatex, cor Ruby Shade (ref. SW6572).

Piso laminado e painel de pínus com tonalidades próximas formam a base neutra, enquanto a alvenaria recebeu uma coloração escura, porém quente. A maior área coberta de tinta é aquela acima da cabeceira. “O tom poderia cansar os moradores se fosse aplicado em toda a superfície em frente à cama”, destaca o arquiteto Gustavo Calazans. Da Sherwin-Williams, tinta acrílica da linha Metalatex, cor Ruby Shade (ref. SW6572). (Luis Gomes/Minha Casa)

Ponto de encontro entre o azul e o verde, duas cores repousantes, o turquesa se limita à parede da cabeceira. As demais e o teto, brancos, suavizam o colorido. O tecido creme aplicado nas portas do closet rima com contemporaneidade. E se alia elegantemente à madeira do piso laminado, que aquece a composição. Projeto Marchetti+Bonetti. Tinta Lukscleab Brasil, ref. LKS 812, da Lukscolor.

Ponto de encontro entre o azul e o verde, duas cores repousantes, o turquesa se limita à parede da cabeceira. As demais e o teto, brancos, suavizam o colorido. O tecido creme aplicado nas portas do closet rima com contemporaneidade. E se alia elegantemente à madeira do piso laminado, que aquece a composição. Projeto Marchetti+Bonetti. Tinta Lukscleab Brasil, ref. LKS 812, da Lukscolor. (Luis Gomes/Minha Casa)

Nas paredes do quarto, o azul-claro (Alaska, da Coral) traz a tranquilidade que o cômodo pede. Em vez de criados-mudos há um carrinho e um suporte com planta. Projeto das arquitetas Carolina Falavinha e Ana Letícia Andrade, do escritório Une, de Curitiba.

Nas paredes do quarto, o azul-claro (Alaska, da Coral) traz a tranquilidade que o cômodo pede. Em vez de criados-mudos há um carrinho e um suporte com planta. Projeto das arquitetas Carolina Falavinha e Ana Letícia Andrade, do escritório Une, de Curitiba. (Alessandra Okazaki/Minha Casa)

A superfície atrás da cabeceira ganhou o Azul Porcelana – ambos da Coral. Projeto das arquitetas Beatriz Ottaiano e Daniele Okuhara, do escritório doob.

A superfície atrás da cabeceira ganhou o Azul Porcelana – ambos da Coral. Projeto das arquitetas Beatriz Ottaiano e Daniele Okuhara, do escritório doob. (Julia Ribeiro/Divulgação)

Uma ambientação doce e romântica sempre tem vez. Para transformar o dormitório em um refúgio provençal, o segredo é abusar de motivos florais e candy colors. Na parede, tinta cor Capim-Limão, da Coral.

Uma ambientação doce e romântica sempre tem vez. Para transformar o dormitório em um refúgio provençal, o segredo é abusar de motivos florais e candy colors. Na parede, tinta cor Capim-Limão, da Coral. (Luis Gomes/Minha Casa)

Dois modelos de luminária criam um visual assimétrico nas laterais da cama, reforçado pelo fato de que, em apenas um dos lados, móveis de papelão reciclado atuam como criados-mudos. Na parede, tinta acrílica foscaa Decora Total, na cor Carossel (ref. 30GG 57/217) da Coral. Projeto na Luiza Almeida Prado Sawaia.

O quarto ganhou um tom de azul superintenso: o Mistério do Oceano (ref. 27BB 10/138), da Coral. Uma grande cabeceira sob medida, confeccionada com três chapas de MDF revestidas de laminado melamínico branco, ajuda alongar o dormitório. Logo acima, o arranjo de quadros completa a atmosfera descolada. Projeto Laura Santos.

O quarto ganhou um tom de azul superintenso: o Mistério do Oceano (ref. 27BB 10/138), da Coral. Uma grande cabeceira sob medida, confeccionada com três chapas de MDF revestidas de laminado melamínico branco, ajuda alongar o dormitório. Logo acima, o arranjo de quadros completa a atmosfera descolada. Projeto Laura Santos. (Carlos Miller/Minha Casa)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s