Leitura bem iluminada

Para que o delicioso hábito não se transforme, literalmente, em dor de cabeça, é importante eleger a lâmpada e a luminária ideais. Cúpulas claras e equipamentos articuláveis são bons companheiros, já que permitem focar a luz. Depois de seguir as dicas dos especialistas, você só terá de escolher um bom título.

Ao lado do sofá, a cúpula escura não ajuda

Foto Andréa Marques/Fotonauto (RJ)

• É impressionante o efeito que a simples troca de cúpulas, proposta pelo lighting designer Ugo Nitzsche, do Rio de Janeiro, pode provocar no canto de leitura do estar. Se a original criava sombra, a de algodão branco deixa transpassar a claridade – repare como ela abrange agora as páginas do livro.

Foto Andréa Marques/Fotonauto (RJ)

• Por falar em sombras, “para que elas não atrapalhem, a luminária deve ficar levemente à frente do tronco do leitor, e o foco, acima do objeto de leitura”, explica Claudia Lima, gerente de produtos da Allight Design, empresa carioca de iluminação. 

• “Quanto mais clara a iluminação geral, menor a intensidade da lâmpada do abajur”, avalia Marina Pacheco, gerente de marketing da Philips. Aqui, utilizou-se uma incandescente leitosa de 40 w.

No quarto, prefira uma luminária articulada

Foto Andréa Marques/Fotonauto (RJ)

• Na situação acima, a luminária (Roomstylers, da Philips, por R$ 245,21 na Amoedo) cria um belo efeito, porém proporciona iluminação indireta. A peça ficaria melhor em uma estante, para pontuar a decoração.

Foto Andréa Marques/Fotonauto (RJ)

• A escolha mais adequada pede um modelo articulável, que possibilite regular a altura e a distância, direcionando corretamente o foco. “O ideal é que mande a luz exatamente sobre o livro, e não na direção do rosto do leitor”, esclarece Marina, da Philips. “Já a cúpula deve ser preferencialmente de tecido difusor, tornando a coloração mais aconchegante”, recomenda Ugo.

• Os tipos de lâmpada mais indicados são os de vidro leitoso, já que não cansam a vista nem distorcem as cores. No entanto, as incandescentes podem acabar esquentando demais. “Como opção, teste as fluorescentes compactas eletrônicas corrigidas, isto é, amarelas, com potência mínima de 9 w”, completa Claudia, da Allight Design.  

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s