Morar bem e com estilo em 35 m²

Apesar da pouca metragem, o apê com jeitão de loft é completinho e atende às necessidades do proprietário. Confira as soluções que resultaram em um visual mais amplo e cheio de personalidade

Por aqui, nada é muito convencional, e tudo funciona bem. A começar pelo imóvel pequeno que abusa da pintura preta (até no teto), mas sem provocar a sensação de aperto – graças aos revestimentos contrastantes, como o do piso e os tijolos, e às cores pontuais. A eliminação das paredes é outro recurso que contribui para a amplitude: “Abrimos o apê inteiro, trocamos os cômodos de lugar, e chegamos ao layout de um estúdio espaçoso e arejado”, conta o proprietário, o arquiteto Rômulo Teixeira, que assina o projeto com Cintia Miyahira, sua parceira no escritório Mezzanine Arquitetura, de Santos, SP.

Sala de dia e quarto à noite!

• “Fizemos uma quebradeira danada e tiramos o máximo de divisórias”, revela Rômulo. Com a integração, a maior janela do apê leva luz a todo o interior. E para que segmentar a área de dormir? Pois ela fica bem aqui, no estar: “Ao longo do dia, uso o cômodo como sala e escritório. Depois, é só abrir o sofá-cama e ganho um quarto igualmente amplo”, comenta. 

• Repare no conjunto que forma o rack: as peças soltas são feitas com chapas de contêiner coloridas e vigas de aço (Malcom37, de 34 x 43 cm. Mezzanine Arquitetura, R$ 850 cada) e podem ser usadas também como assentos ou mesa de centro.

Mistura de estilos e boas doses de cor

• A ideia foi fazer um projeto bem masculino e industrial, usando muito preto e tijolinhos aparentes (assentados com junta seca). “No meio do trajeto, sentimos que tonalidades fortes seriam imprescindíveis para acrescentar vida ao conjunto. Então demos toques bem contemporâneos à decoração”, explica Rômulo. 

• Na cozinha, a fim de conquistar um espaço a mais para as refeições, a dupla de arquitetos acoplou uma bancada de madeira com tampo pintado de roxo à marcenaria da pia – o tom se repete na frente dos armários aéreos. Um parzinho de banquetas amarelas (modelo Tolix, Walmart , R$ 233,10 cada) acende a ambientação. 

• Toda feita com conduletes e eletrodutos de aço aparentes, a iluminação reforçou a proposta urbana e ainda resultou em economia para o bolso. 

• Na parede do fundo, um grande espelho com moldura preta trabalhada reforça a profundidade do ambiente. “E é ótimo para dar uma conferida no visual antes de sair de casa”, afirma o rapaz.

• Portas coloridas fazem bonito: a de entrada foi pintada de rosa, e a do banheiro, de azul. A estampa da parede é obra dos arquitetos, que desenharam com caneta especial (por um trabalho similar, eles cobrariam R$ 3 000).

Troca-troca

• As posições de cozinha e banheiro foram invertidas – algumas paredes foram removidas, outras, erguidas, mas foi preciso preservar a que abriga a prumada de esgoto (1). 

• O guarda-roupa se encaixa em um dente da alvenaria (2) e não tem portas (veja na foto que abre esta matéria). Armários metálicos pretos (3), posicionados no corredor, oferecem mais opções de armazenagem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s