Quarto de casal tem cabeceira feita de ripas de madeira

Com TV fininha, armário e cama box complementada por cabeceira personalizada, este ambiente mede só 8,10 m²

Para os que estão prestes a trocar alianças, planejar o quarto de estreia é um ritual importante. Nesse espaço tão simbólico, os dois vão resumir seus gostos e combiná-los em uma área que não é das mais amplas – que teste para o relacionamento! Quem divide com MINHA CASA a missão de projetar um dormitório para jovens recém-casados é o escritório Marchetti+Bonetti, de Florianópolis. “Partimos da escolha dos móveis, práticos e acessíveis, para então definir as cores”, conta a arquiteta Taís Marchetti Bonetti. “Casais nessa fase da vida costumam ousar mais no colorido.” O closet com portas de correr, forradas de tecido, substitui bravamente o armário embutido: tem lugar para guardar de tudo e não desequilibra o orçamento. Mas o destaque da decoração é a cabeceira de ripas de cerejeira, cuja receita de montagem você encontra aqui.

No vão de 2,70 x 0,65 x 2,25 m*, há dois módulos de MDP (1,14 x 1,80 m). Medindo 36 cm de profundidade, devem ser parafusados na parede do fundo e, diferentemente da foto acima precisam distanciar-se cerca de 20 cm das portas – assim, abre-se lugar para os cabides. Cada estrutura oferece, além do cabideiro, oito nichos variados e duas gavetas, e pode-se acomodar malas no alto. Aqui, sobrou um intervalo de 42 cm entre os módulos (não visível na imagem), que pode receber um varão para casacos e vestidos longos. É só parafusar os suportes nas laterais das estruturas. Mas, atenção: perde-se a garantia de fábrica.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Nas prateleiras Legno (50 x 10 x 14 cm), da Meu Móvel de Madeira, vão os quadrinhos de Cynthia Castejón, ambos com 16 x 22 cm: Jeanne Hebeterne com um grande chapéu e Jovem com franja (Designn Mannia). Sob a TV, prateleiras estreitas aproximam alguns livros e revistas. Entregues desmontadas e em pínus cru, as peças foram lixadas e pintadas com duas demãos de tinta acrílica branca, diluída em 10% de água.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Resista à tentação de assistir à televisão deitado: o ideal é sentar-se encostado na cabeceira e apoiado em almofadas.Na base da cama box, um prático gavetão de 1,20 x 0,50 m, com 15 cm de altura, oferece lugar para armazenar o que for preciso, de roupa de cama e banho a edredons. Uma sugestão é guardar os sapatos ali. Para dormitórios, a arquiteta Taís Marchetti Bonetti afirma que pisos de madeira, como o laminado, são imbatíveis. “Por serem quentes e aconchegantes, eles podem, inclusive, dispensar tapetes.”

 (Luis Gomes/Minha Casa)

“Ripados são uma forte tendência na decoração e na arquitetura”, diz a arquiteta Taís Marchetti Bonetti, comentando a cabeceira montada em estúdio. Fotos dos noivos e da cerimônia de união costumam enfeitar o quarto de recém-casados. Adotamos essa mesma ideia, porém pinçando ângulos pouco convencionais, que compõem um arranjo mais inusitado. As imagens do fotógrafo Fernando Gazinhato, de São Paulo, ganharam molduras retilíneas em preto, branco e cinza, todas compradas prontas.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Dois varões de alumínio 28 mm Elegance (com 1,50 m, ponteira e suporte, Leroy Merlin) sustentam o forro de renda e a cortina de voal: quando apenas o segundo pano está aberto, é possível beneficiar-se de privacidade e luz. Luminárias nas laterais do leito evitam ter de levantar para apagar a luz geral. No armário, duas dicroicas no teto clareiam dentro do armário.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Abaixo o conjuntinho! Dois criados-mudos – diferentes no formato, no material e na cor – respeitam os gostos individuais. Para a área da mulher, preferiu-se um par de mesinhas laterais, em geral usado em ambientes de estar. Uma banqueta, cadeira ou miniestante também se sairia bem no papel. Um criado-mudo moderninho marca o canto do marido. Com 70 cm de altura, o abajur azul equilibra o volume dos quadros no lado oposto. Despertador Martelo e suporte para óculos Bigode Watson, ambos da Designn Maniaa.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Ponto de encontro entre o azul e o verde, duas cores repousantes, o turquesa se limita à parede da cabeceira. As demais e o teto, brancos, suavizam o colorido. O tecido creme aplicado nas portas do closet rima com contemporaneidade. E se alia elegantemente à madeira do piso laminado, que aquece a composição.

 (Studio Campoy/Minha Casa)

Calcule a posição do televisor para assegurar um bom ângulo de visão – e um amanhecer sem dores nas costas. Considerando-se a altura das camas box, de 60 cm a 70 cm, o limite inferior do aparelho deve ficar a cerca de 1,10 m do chão. Pendurada na parede, a TV fininha preserva a circulação de 65 cm. Guarda-roupas com abertura tradicional exigem um mínimo de 90 cm até a cama – caso contrário, as portas abertas bloqueiam a passagem. Já no caso dos modelos de correr, bastam 55 cm.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s