Varanda de apê com jeito de quintal

O imóvel está localizado no badalado bairro de Perdizes, na capital paulista, tem apenas 57 m² e o valor cabia no bolso do casal. Mas foi preciso lapidar esse diamante para chegar ao resultado surpreendente – absolutamente todos os cômodos mudaram de lugar!

“A estratégia foi comprar um apartamento no coração de São Paulo e transformá-lo em um refúgio para o descanso”, diz a designer de interiores Patrícia Ribeiro, que contou com a incansável companhia do marido, o analista de sistemas Carlos Demantova, nessa busca durante um ano e meio. E só mesmo o olhar treinado dela para perceber as possibilidades do imóvel antigo que encontraram. “Negócio feito, quebrei todas as paredes internas, criei três novas aberturas para a varanda, refiz tudo. A sorte é que o Carlos também adora uma reforma!”, se diverte. Para decorar, eles adotaram referências de praias gregas. “Usei muito branco e azul, pedras, azulejos, pintei as janelas… E nasceu nossa casinha. Uma simples refeição aqui fora é um programa delicioso”, conta.

O melhor canto da casa!

• Patrícia repensou o layout do apê em função da área externa. “Integrei-a à social, pois sabia que passaríamos muito tempo por lá. Além disso, busquei levar o clima gostoso dela para dentro de casa”, diz. Assim, projetou três grandes aberturas com esquadrias de madeira e vidro – uma na sala, outra na cozinha e a terceira entre esses ambientes. 

• Os pontos altos da decoração são as portas pintadas (cor Azul Finlandês, ref. 10BB 57/115, da Coral) e o piso de porcelanato que imita ladrilho (Tâmisa, da Ceusa, de 56 x 56 cm. Construdomus , R$ 73,55 o m²). As plantas emprestam o verde e enchem o lar de vida. 

• Protegidos pelo beiral ficam a churrasqueira pré-moldada, as prateleiras feitas por Carlos e uma bancada com pia que abriga o armário inferior e a lava e seca, ocultos pela charmosa cortininha. 

• O ar rústico vem dos móveis: mesa de demolição (R$ 820) e banquetas Bistrô, de peroba e ferro (R$ 330 cada), da Via Vila.

Cozinha clara e arejada

• Com a nova distribuição da planta, Patrícia deslocou esse ambiente para perto da varanda, roubando quase metade da área externa. “O Carlos adora cozinhar e por isso precisava de um espaço prazeroso, aberto e que não o deixasse isolado. Procurei fazer um canto onde desse para receber os amigos e familiares e ficar horas e horas – um local que fosse uma extensão da sala e do jardim”, justifica. 

• Na nova área de 2 x 3,80 m, a cozinha tem uma boa setorização: no fundo ficam a geladeira e a bancada da pia com mobiliário executado pelo próprio morador; mais ao centro está alocada a ilha com fogão embutido; e em seguida vem a mesa de jantar, que tem um toque provençal (de peroba de demolição, com pés brancos, mede 0,70 x 1,20 x 0,80 m*. Via Vila, R$ 1 200). 

• Como praticamente todas as paredes internas foram refeitas, a designer de interiores deixou algumas com os tijolos de barro aparentes e os tingiu de branco.

• Para o piso, o casal optou por seguir a linguagem de todo o apê e apostar no visual de madeira. Porém, para garantir a resistência e a praticidade na limpeza, o revestimento eleito foi um porcelanato (Ibirapuera Mix, da Portobello, de 1,20 x 0,20 m. Leroy Merlin , R$ 99,90 o m²) com aparência fiel à do material.

COM AS CORES DA PRAIA

A paleta tem como protagonistas as variações de azul e o branco, remetendo ao mar e às famosas construções com janelinhas pintadas de algumas ilhas gregas. A atmosfera intimista e mais acolhedora se deve à entrada da madeira no piso e nos móveis rústicos. As plantas, na varanda e na cozinha, contribuem com o verde para compor com a decoração.

Tripla função no estar

• Alongada, a sala também tem ótimo aproveitamento de sua área (4,70 x 2,50 m), com uma estação de trabalho em uma ponta, o espaço de TV no centro e um canto de leitura na outra. “Ficou muito funcional, e conseguimos desenvolver muito bem todas as atividades no dia a dia”, conta a moça. 

• Simples e eficiente, o home office foi montado com dois cavaletes reguláveis e tampo de vidro, além de prateleiras presas. 

• O piso é um dos poucos itens originais do apartamento que sobreviveram à reforma. Os tacos foram somente restaurados – lixados, rejuntados e cobertos por uma resina fosca.

*PREÇOS PESQUISADOS EM AGOSTO DE 2016, SUJEITOS A ALTERAÇÃO.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s