Variedade de tons e materiais define estilo da cozinha

O ambiente de 7 m² que, apesar de compacto, é moderno, funcional e recheado de boas ideias

Não há escapatória: muitas vezes, cozinha e área de serviço têm de conviver lado a lado. Por sinal, em um espaço que costuma ser pequeno e estreito, do tipo “corredor”. Se a circulação for planejada, os móveis e eletrodomésticos bem escolhidos e a disposição pensada para agilizar as tarefas, a área pode ficar charmosa e funcional do jeito que você sempre sonhou. Quem recebeu a missão de montar um ambiente pautado por essas exigências foi o repórter visual Paulo Lagreca, que contou com a consultoria do designer de interiores Fabio Galeazzo, de São Paulo. A lavanderia foi isolada atrás de uma porta de correr de vidro, que pode ser coberta ou não por película adesiva branca translúcida – só depende do quanto se deseja camuflar o tanque e o varal. Em ambas as soluções, as roupas ficam protegidas da gordura e a claridade que vem de fora chega até a cozinha. Nesta, a customização com adesivos, o minijardim de temperos, o quadro-negro na parede e o patchwork de azulejos acima da bancada da pia foram algumas das sugestões de Fabio, que faz o convite: “É tempo de bom humor! Por que não deixar esse estado de espírito transparecer na decoração?”

 (Carlos Cubi/Minha Casa)

Arranjo simples e prático

 (Ilustração Alice Campoy/Minha Casa)

• Como cozinha e área de serviço compartilham uma área de apenas 1,70 m de largura, a solução foi distribuir todos os móveis e eletrodomésticos em uma só parede.
• Cerca de 1 m ficou livre para a circulação. A medida é suficiente para cozinhar e lavar louças e roupas sem aperto.
Hortinha de temperos

 (Carlos Cubi/Minha Casa)

• Foi só mudar o porta-xampus de endereço para a peça se transformar nesta simpática floreira, com pimenta, alecrim, orégano e manjericão. Que tal colher os condimentos diretamente do pé e bem ao lado do fogão? Canecas viraram cachepôs divertidos. Em modelos grandes, é mais fácil acomodar os vasinhos.

 (Carlos Cubi/Minha Casa)

• Tudo tem seu lugar nas gavetas. Veja como talheres, porta-copos, jogos americanos e até forminhas se encaixam em suas úteis divisórias.
Variedade de tons e materiais define o estilo da cozinha

 (Arte/Minha Casa)

• Porções lúdicas de vermelho, azul, amarelo e laranja formam a alegre paleta de cores definida por Fabio Galeazzo. Bem dosadas, as nuances vibrantes não pesam na decoração, que tem como base a mistura de superfícies brancas, cromadas e de madeira.

• Customizar é fácil: aqui, bastou aplicar faixas de adesivos – coloridas sobre o refrigerador e brancas sobre os móveis de madeira. Note que as listras horizontais fazem um contraponto com o mobiliário e os equipamentos, altos e estreitos.

 (Carlos Cubi/Minha Casa)

• O mosaico de azulejos é uma solução em conta para fugir do lugar-comum. Garimpe as peças em saldões de home centers ou em cemitérios de azulejos.

 (Carlos Cubi/Minha Casa)

• Na parede lateral, uma ideia esperta: tinta lavável verde-escura cria um efeito de lousa. Ideal para anotar recados e listas de compras.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s