É tempo de fondue!

Se a temperatura abaixa, esta delícia tipicamente suíça entra em alta. Prepare réchaud e garfinhos! Nosso guia entrega os segredos para acertar na receita

Não há dieta que resista: inverno pede fondue! Doce ou salgada, a iguaria é a desculpa perfeita para trocar o restaurante pelo conforto do lar nas noites mais frias do ano – e combina tanto com encontros a dois quanto com reuniões de amigos. Tudo começa pela escolha da receita: há quem prefira versões modernas, como as de carne ou de frutos do mar, mas sucesso mesmo fazem as clássicas (e borbulhantes), de queijo e de chocolate. Na dúvida, vale servir mais de um tipo na mesma noite? Claro que sim! Basta selecionar os acompanhamentos adequados a cada um, assim como os vinhos, que variam bastante. E, se a intenção for a de tornar a ocasião inesquecível, não deixe de dar atenção especial ao visual da mesa. O capricho na arrumação torna tudo ainda mais gostoso.

Queijo, o sabor mais tradicional, sem mistérios nem frescuras

❚ “Embora a receita original leve gruyère e ementhal, qualquer tipo de queijo que amolece ao ser aquecido pode render uma bela fondue”, explica Ana Gobbi, do restaurante paulistano Le petit clos. estranhou a palavra no feminino? saiba que é assim que os chefs preferem, embora “o fondue” também seja aceito pelos dicionários brasileiros.

❚ Para acompanhar, pãezinhos não podem faltar! Baguete e pão italiano cortados em cubos são escolhas típicas, mas inovar é permitido: “O sovadinho funciona perfeitamente”, indica Ana.

❚ Quer uma ideia que surpreenderá os convidados? Prepare também legumes cozidos, como batata em cubinhos e brocólis, para mergulhar no queijo derretido.

❚ Acertar no vinho é fácil: “Os brancos encorpados e estruturados são excelentes pedidas”, opina Patrícia Jota, especialista no assunto. Encaixam-se nessa categoria rótulos do alentejo, em Portugal, a exemplo do artefacto branco 2012 (wine , R$ 27), e da califórnia, nos estados unidos, como o Robert Mondavi Woodbridge Chardonnay 2012.

❚ É na cozinha que nasce a protagonista da noite. escolha a receita de sua preferência e prepare-a em uma panela comum, no fogão, onde a chama é mais forte. só depois a despeje na simpática panelinha de fondue, que pode ser de inox (adequada a qualquer tipo) ou de cerâmica (indicada apenas para as versões de queijo e chocolate).

❚ Hora de acender o queimador do réchaud? O primeiro passo é abastecê-lo com álcool em gel sem ultrapassar a altura da rosca da tampa. Em seguida, acenda o fogo pelo orifício central e regule a labareda por meio do obturador: quanto mais abertos estiverem os buraquinhos, mais alta ela ficará. na hora de apagá-la, basta lançar mão do abafador.

❚ Controlar a chama não é tão simples como parece: ela deve estar acesa o tempo todo para que a fondue não esfrie, porém é preciso olho vivo a fim de que ela não acabe queimando a receita.

Fondue de chocolate: impossível resistir a esta doce tentação

❚ Esta delícia pode ficar reservada para a sobremesa, mas também funciona como prato exclusivo da noite – tudo depende do tamanho do apetite dos convidados!

❚ Chocolate preto (meio amargo, ao leite ou uma mistura dos dois) é o ingrediente principal das receitas tradicionais. Prefere o branco? Sem problemas: “Só atente para usar um produto de boa qualidade, caso contrário, ele soltará gordura quando derreter”, orienta Ana, do Le Petit Clos.

❚ Assim como a versão de queijo, a doce também deve ser preparada na cozinha e levada ao réchaud somente quando já estiver no ponto certo para o consumo.

❚ Há várias formas de derreter o chocolate: o modo clássico, em banho-maria, não tem erro, porém exige paciência na hora de picar a barra, que precisa ir ao fogo em pedaços bem pequenos. Uma opção mais ágil é usar o micro-ondas. Dessa forma, basta quebrá-la grosseiramente. O truque para não queimar é selecionar a potência média e deixar rodar apenas de um em um minuto, conforme as instruções da receita no box à direita.

❚ Frutas – em especial as azedinhas, como morango e kiwi – são o acompanhamento perfeito. “Escolha também pela consistência: as mais firmes são mais apropriadas”, lembra Alberto Lenz Cesar, do Toribinha Bar & Fondue, em Campos do Jordão, SP. Para surpreender, sirva bolinhas de marshmallow e bolacha wafer.

❚ A consultora de etiqueta Célia Leão ensina: “Sempre respeite o garfo dos amigos, nada de guerrinha na panela!”.

❚ Atenção às dicas para eleger o vinho da vez: “A harmonização mais interessante se dá com os tintos fortificados e adocicados”, explica Arthur Azevedo, diretor executivo da Associação Brasileira de Sommeliers – São Paulo (ABS-SP). “Os secos demais desaparecem e ficam sem graça diante da riqueza do sabor do chocolate”, completa Patrícia. Entre os indicados, destacam-se os vinhos.

Veja também:

10 passos para servir fondue no melhor estilo

Veja também

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s