Jardim se espalha pelo quintal e corredor da casa

O casamento foi no quintal, o que pediu uma boa mudança para ficar à altura da festa

 (Luis Gomes/Minha Casa)

Depois que o antigo revestimento foi removido, a arquiteta e empresária Fernanda Ribeiro e o músico Flavio Venturini Marchesin, de São Paulo, contrataram um jardineiro para colocar o gramado. “Com a grana curta, resolvemos carregar nós mesmos os sacos de terra, pedra e grama – foram 10 toneladas!”, conta a moradora. A partir daí, o restante do paisagismo foi sendo feito aos poucos – e continua até hoje. “Ele nunca termina. Para quem gosta, é um hobby, e sempre surgem novas ideias”, diz. Não à toa, o espaço se tornou um dos favoritos do casal e da filha, Maria.

Que bela primeira impressão!

Bonito, de fácil manutenção e compatível com o visual desejado, o piso de lajotas cerâmicas nesse trecho foi mantido.

Bonito, de fácil manutenção e compatível com o visual desejado, o piso de lajotas cerâmicas nesse trecho foi mantido. (Luis Gomes/Minha Casa)

“A insolação no corredor varia muito. Assim, tivemos de escolher espécies diversificadas. No muro, por exemplo, penduramos vasos com orquídeas olho-de-boneca, tanto a lilás quanto a branca. No lado oposto, ficam três vasos com dracenas, que não precisam de muito sol nem água”, observa Fernanda.

Uma vez que esse caminho dá acesso não somente ao quintal como à própria entrada da casa, outro critério de escolha foi o tamanho – o arbusto bela-emília, por exemplo, não atrapalha a passagem e, de quebra, apresenta charmosas flores azuladas.

Detalhes garantem o clima hospitaleiro logo na chegada, como o banco de peroba-rosa de demolição com acabamento maquinado (1,20 x 0,35 x 0,45 m*. Via Vila, R$ 435).

Detalhes garantem o clima hospitaleiro logo na chegada, como o banco de peroba-rosa de demolição com acabamento maquinado (1,20 x 0,35 x 0,45 m*. Via Vila, R$ 435). (Luis Gomes/Minha Casa)

Cores, arranjos e cuidados

 (Luis Gomes/Minha Casa)

A cor dos muros, que o casal adora e da qual a filha não é muito fã, foi obtida com tinta amarela e Gel Envelhecedor na cor Laranja do Deserto, da Coral.

 (Luis Gomes/Minha Casa)

A pintura emoldura as espécies de orquídeas penduradas em uma das superfícies – incluindo a brassia –, bem como a calanchoê sobre o móvel de madeira de demolição (90 x 50 x 60 cm. Via Vila, R$ 660).

 (Luis Gomes/Minha Casa)

A palmeira rabo-de-peixe, já presente, foi incorporada ao paisagismo. “É preciso tomar cuidado com os frutos, que provocam coceira e ardência”, observa. O tronco da planta foi “decorado” com telas, na tentativa de barrar os avanços do gatinho Jaguar. “Ele foi abandonado, nós o resgatamos. O bichano é terrível, vive invadindo o quarto da vizinha”, conta Fernanda.

 

* largura x profundidade x altura.
Preços pesquisados em 16 de novembro de 2017, sujeitos a alteração

 

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s