Final feliz

Apesar de radicada em São Paulo há mais de 15 anos, a artista gráfica recifense Joana Lira não esquece as raízes. Pelo contrário: sua obra é repleta de referências à cultura pernambucana. O papel de parede Mandacaru, por exemplo, retrata o cacto que simboliza a persistência do sertanejo em meio à seca – e cuja flor mostra como a beleza pode surgir até em ambientes inóspitos.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.