SOS Casa: como projetar o móvel que abriga o cooktop?

Na hora de projetar os móveis que receberão o cooktop e o forno embutido, é preciso ter a trena nas mãos e seguir à risca as recomendações dos fabricantes

Grande parte das reclamações de mau funcionamento dos fornos recebidas pelas empresas tem a ver com erros na instalação. “Os aparelhos desligam automaticamente quando há superaquecimento, provocado por falta de respiros na marcenaria em que vão embutidos”, afirma Fabio Marques, da Whirlpool Latin America. Por isso, atenção à etapa de planejamento. A arquiteta Claudia Mota diz que o primeiro passo é encomendar o mobiliário levando em conta as dimensões exatas dos produtos escolhidos.

– Cuidado com as tomadas: é obrigatório que fiquem fora do nicho, na alvenaria, e a, pelo menos, 30 cm do ponto de gás.

– Caso a pia esteja na mesma bancada, mantenha uma distância de 45 cm, evitando, assim, respingos.

– Se a geladeira estiver ao lado dessa dupla quente, é preciso isolar o eletrodoméstico para não correr o risco de elevar seu consumo de energia. Prever um afastamento de 10 cm e colocar uma divisória de drywall ou madeira resolve a questão. O nicho que receberá o forno deve ser feito sob medida. Há necessidade de recortá-lo de acordo com as dimensões do aparelho e prever um distanciamento de 5 cm das laterais internas, assim como da parte de trás do móvel. Algumas empresas ainda recomendam um recorte de 50 x 8 cm na base da caixa (1) para que haja ventilação permanente.

 (Alice Campoy/Minha Casa)

– É possível colocar o cooktop logo acima, em uma bancada, desde que sejam guardados entre 5 e 10 cm a partir do fundo do equipamento (o manual de cada produto traz a medida certa). No caso do elétrico, essa área garante o fluxo de ar, que impede o superaquecimento. Já o cooktop a gás usa esse espaço para o posicionamento da mangueira que o alimenta – atenção também ao ponto de saída do gás, que deve estar do lado de fora da marcenaria a, no máximo, 1 m a partir do centro do fogão.

– Os fabricantes ainda indicam instalar uma grade de ventilação entre os equipamentos (2).

– A bancada que apoia o fogão deve ter de 2 a 6 cm de espessura e ser resistente a temperaturas de até 90º C.

Fontes consultadas: arquiteta Claudia Mota, do Ateliê Urbano, de São Paulo; Engenheira Elétrica Valéria Paiva, da NV Engenharia, de São Paulo; Electrolux; Grupo Mabe, detentor das marcas GE e Continental; Venax; e Whilpool Latin America, detentora das marcasa Brastemp e Consul.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s